A “máquina” de sorvete caseira.

Fiz mó propaganda, agora todxs estão achando que construí um mega dispositivo. Mas a parada é muito mais simples do que parece.

Uma máquina de fazer sorvete se constitui de um recipiente onde a massa do sorvete fica dentro, sendo mexida em baixa velocidade, ao mesmo tempo em que congela. É isso que garante a cremosidade do sorvete. Ele não empedra como gelo porque é areado enquanto gela.
As máquinas profissionais são auto-congelantes. Elas fazem a função de refrigeração.
Algumas caseiras mais caras são assim. Outras, mais simples, tem um pote que você leva vazio ao congelador. Ele tem na sua parede externa uma camada de líquido congelante. Aí você coloca no freezer ou congelador até ficar congelado, tira, joga a massa de sorvete no meio, e coloca na máquina, que bate lentamente, e o sorvete adquire consistencia a partir do “tambor” congelado.

Então, como fazer isso em casa, sem ter que comprar uma máquina cara? Muito mais simples do que parece.

Pegue um pode grande, coloque dentro dele um menor, e jogue água com sal (fica tipo um banho maria), até cobrir toda a parede lateral do pote de dentro. Leva ao congelador (é conveniente colocar um peso dentro do pote central pra ele não boiar).
Quanto mais grosso for o pote externo, melhor. Quanto mais fino for o pote interno, melhor. E de materiais que transfiram bastante temperatura. Alumínio é ótimo!
Outro jeito é colocar um pote dentro do outro e preencher o espaço com gelo moído.

Aí você coloca no pote do meio a massa de sorvete, e bata com uma batedeira na velocidade mais lenta que tiver, até adquirir a consistencia de um milk shake. Coloca pra congelar um tempo. Se estiver congelando cremoso, no ponto, ótimo. Se não, tire antes de congelar por completo e bata mais.

O ideal seria usar algum motor bem mais lento que uma batedeira (acabo de receber de um amigo a sugestão de usar um motor de espremedor de frutas).

É só isso. A “máquina” de sorvete caseira nada mais é que uma adaptação de uns potes e uma batedeira que funcionam como uma máquina de sorvete caríssima da Kitchen Aid.

A massa que fiz pra testar esse mecanismo foi feita assim:
- 2 caixas de creme de soja
- 250 ml de leite de soja
- meia barra de chocolate meio amargo derretido
- açúcar a gosto
- uma pitada de emulsificante, que eu tinha aqui. mas acho que não faz falta nenhuma fazer sem.

Convém colocar pedacinhos de chocolate picado no final do processo, quando terminar de bater.

Lembre-se que outro fator que influencia na consistencia do sorvete é a gordura. Quanto mais gorduroso, mais cremoso. Por isso os industriais levam gordura hidrogenada. Se for muito aquoso, vai ficar tipo “gelinho”.

Simples assim. Aproveite.

About these ads

3 comentários sobre “A “máquina” de sorvete caseira.

  1. Muito legal seu texto!! Pena que acabei de receber minha maquina caseira. Mas tenho uma perguntinha.. O manual da máquina é no mínimo horrível, aliás como todo manual. Queria saber se depois de colocar a massa para sorvete no recipiente e ligá-lo durante dez ou vinte minutos até ele ficar pronto, devo desligar da tomada e mantê-lo no recipiente no freezer ou devo tirá-lo e colocar no freezer em outro recipiente
    Será que sabe a resposta para me ajudar?
    De qualquer forma obrigada

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s